PROGRAMAÇÃO

SEXTA FEIRA - 10/11
18h- Credenciamento
19h- Abertura oficial

19h15min - Conferência Papel do Estado no século XXI
Conferencista: Marta Sfredo – Jornalista, Colunista de Economia ZH

 

Marta Sfredo nasceu em Sananduva (RS). Formou-se em jornalismo na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), de Porto Alegre (RS), em 1984.

 Conseguiu um estágio na assessoria de comunicação da Rede Ferroviária Federal (Rffsa), onde iniciou a carreira. Também passou pela produtora de filmes Z Propaganda, pelo jornal A Semana (RS), da região carbonífera gaúcha – Butiá, São Jerônimo e Arroio dos Ratos – e pela rádio Guaíba (RS). Na emissora de rádio, trabalhou como produtora do programa Guaíba Revista, apresentado por Lasier Martins, por volta de 1986. Não demorou para acumular atividades na Companhia Jornalística Caldas Júnior: também foi repórter do jornal Correio do Povo (RS), onde escreveu sobre esporte amador.
 Está desde 1992 no jornal Zero Hora, inicialmente na editoria de Política e só anos depois migrando para Economia, sua especialidade, onde chegou a editora. Na televisão, faz um comentário semanal sobre economia no programa TVCOM Tudo+, da TVCOM (RS). Escreveu na ZH, com Mauro Maciel, a matéria Argentina suspende restrição ao tráfego de caminhões brasileiros, em julho de 2004, que deu um furo na concorrência, que no mesmo dia ainda falava da possibilidade da reversão de condições para o problema no mesmo dia.

 Venceu o 7º Prêmio da Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip), com a matéria Barris em alta, além de cinco Prêmios ARI de Jornalismo, na categoria Reportagem Econômica – em 2000, 2001, 2003, 2009 e 2011 – e o Prêmio Banrisul de 2011, com a reportagem Paraguai que reluz.

Após mais de oito meses escrevendo interinamente a coluna +Economia, foi oficializada em junho de 2015 como titular do espaço de Economia de Zero Hora. Iniciou, em novembro do mesmo ano, as entrevistas bimestrais do Fórum Respostas Capitais, com empresários que pensam e fazem a Economia, e sua participação nos programas Chamada Geral 2ª Edição, Estúdio Gaúcha e Destaque Econômico da rádio Gaúcha (RS).

 Está entre os Os +Admirados Jornalistas Brasileiros/Regi&aamp;atilde;o Sul 2015 e no Top 50 do ranking Os +Admirados da Imprensa de Economia, Negócios e Finanças 2016, segundo levantamento do J&Cia em parceria com a MaxPress.

21h- Conferência: Estado, Privatizações e a Função Social do Estado.
Conferencista: Bruno Lima Rocha - Jornalista, Doutor em Ciência Política pela UFRGS, Professor da Unisinos

 

Bruno Rocha é jornalista, mestre e doutor em ciência política pela UFRGS. Está vinculado aos setores mais combativos do movimento popular gaúcho e do cone sul.

Nascido em 14 de julho de 1972, Bruno Lima Rocha é carioca de origem e gaúcho por adoção, iniciou sua vida política ainda secundarista, em 1988. É formado em jornalismo pela UFRJ, mestre e doutor em ciência política pela UFRGS. Concentra seu trabalho nas áreas de movimentos populares, organizações políticas, análise estratégica, estudos dos órgãos de inteligência e economia política da comunicação, além de estar vinculado aos setores mais combativos do movimento popular gaúcho e do cone sul.

É autor de cinco livros, dentre estes o "O Grampo do BNDES" (editora Sotese/2003), da dissertação de mestrado e livro "A Polícia Federal após a Constituição de 1988" (PPG Política/UFRGS/2004) e da tese "A Interdependência Estrutural das Três Esferas: uma análise libertária da Organização Política para a radicalização democrática" (PPG Política/UFRGS/2009). Foi bolsista CAPES durante os cursos de mestrado e doutorado em Ciência Política na UFRGS.

Atualmente, leciona nos cursos de Relações Internacionais, Ciência Política e Jornalismo na Unifin, na ESPM-Sul e na Unisinos e edita o blog Estratégia & Análise.

Fonte: Semana On - A informação ligada em você Colunista Bruno Lima Rocha | Semana On

 

................................................................................................................

SÁBADO 11/11
8h- Conferência: 11 anos da Lei Maria da Penha
Conferencista: Diana Casarin Zanatta - Delegada Regional da 11ª Delegacia Regional Polícia do RS, Professora da URI Erechim

 

Diana Casarin Zanatta - Possui Mestrado em Direito pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI - Campus de Santo Ângelo/RS (2015); Especialização em Direito Processual Civil pela Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC (1999); Graduação em Direito pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM (1998). É Delegada de Polícia da Polícia Civil do RS desde 2004, atualmente é Delegada de Polícia Regional da 11ª Região Policial (Titular da Delegacia de Polícia Regional de Erechim/RS). É professora do Curso de Direito da Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI - Campus de Erechim/RS, da disciplina de Direito Penal, desde 2010. Experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Penal.

10h – Conferência: Rede de proteção para Criança e Adolescente
Conferencistas: Ricardo Lozza - Promotor de Justiça de Santa Maria/RS
Daniela Ramos Sonza - Coordenadora do Grupo de Apoio e Incentivo à Adoção de Santa Maria - GAIA-SM

 

Ricardo Lozza é 1º Promotor de Justiça da promotoria de justiça especializada de Santa Maria, Formado em Direito pela UFSM. Ex-professor auxiliar da UFSM (1994-1996), Ex-Diretor da Assistência Judiciária da UFSM (1994-1996). Especialista em Direito Civil pela UFSM. Promotor de Justiça desde 1996, atuando em Santa Maria desde 1999.


 

Daniela Ramos Sonza - Coordenadora do Grupo de Apoio e Incentivo à Adoção de Santa Maria - GAIA-SM

14h - Conferência: Crimes de Intolerância e o neonazismo no Rio Grande do Sul
Conferencista: Paulo César Jardim - Delegado de Polícia líder do grupo de investigação da proliferação de grupos neonazistas na Região Sul do Brasil.

 

Delegado Paulo César Caldas Jardim tem um histórico de 36 anos na Polícia Civil, tendo ingressado na corporação em 1971 como investigador de polícia. Em 1978, ele se tornou delegado. Jardim já foi duas vezes Diretor do Departamento de Polícia Metropolitana (DPM), duas vezes Diretor do Departamento de Polícia Regional de Porto Alegre (DPRPA) e Diretor do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc). Antes de assumir o DPI, o delegado era titular da 1ª DP de Porto Alegre. Há dez anos no ramo das investigações contra grupos extremistas no sul do Brasil, o delegado da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Porto Alegre, Paulo César Jardim é considerado um dos peritos quando o assunto é neonazismo no país. Trabalhando na região que segundo ele é "mais propensa para o neonazismo", na última década, o policial gaúcho foi responsável pelo indiciamento de 45 neonazistas no Rio Grande do Sul.

15h30min- Conferência: Migrações e Refugiados na Europa e o Acolhimento no Brasil
Conferencista: Jurandir Zamberlam - Prof. Universitário, Representante do Centro Ítalo-Brasileiro de Assistência e Instrução às Migrações – Cibai de Porto Alegre/RS

 

Sociólogo e pesquisador. Possui graduação em Filosofia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Imaculada Conceição(1969), graduação em Direito pelo Fundação Universidade de Cruz Alta(1974), especialização em Supervisão Escolar pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos(1973), especialização em Curso da ADESG pelo Fundação Universidade de Cruz Alta(1972), especialização em História Econômica da América Latina e do Brasil pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul(1975), especialização em Introdução à Teologia pelo Instituto Teológico de Santa Maria(1969), especialização em Sociologia da Educação pelo Fundação Getúlio Vargas(1975), especialização em Administração de Recursos Humanos pelo Fundação Universidade de Cruz Alta(1979), especialização em Direito do Trabalho pela Escola Oswaldo Vergara(1982) e especialização em Cooperativismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos(1983). Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Comportamento Político. Pesquisador voluntário do Cibai há 13 anos. Em matéria ao Correio do Povo disse “A crise na Europa e as políticas de repressão aos imigrantes nos Estados Unidos ajudaram a mudar o fluxo e a tornar o Brasil mais atrativo aos estrangeiros. O sociólogo e pesquisador Jurandir Zamberlam ressalta que as questões econômicas, ambientais e conflituosas são os motivos para as pessoas deixarem seus países de origem e migrarem para locais onde as condições pareçam melhores. Autor de livros como: Os Rostos Da Imigração No Brasil: Haitianos No Rio Grande Do Sul; O Processo Migratório no Brasil; O Processo Migratório no Brasil e os Desafios da Mobilidade Humana.