Notícia - Centro Social Vicente Pallotti apresenta ideias de negócio no programa DUXTec em Porto Alegre - FAPAS - Faculdade Palotina
Centro Social Vicente Pallotti apresenta ideias de negócio no programa DUXTec em Porto Alegre
  • 03/09/2022
  • Institucional

Centro Social Vicente Pallotti apresenta ideias de negócio no programa DUXTec em Porto Alegre

O Centro Social e Cultural Vicente Pallotti (CSCVP) esteve em Porto Alegre neste sábado para mais etapa do programa de fomento ao empreendedorismo de impacto social para jovens de comunidades periféricas, o DUXTec, parceira inédita entre a Fundação Gerações e o TecnoPUC. Santa Maria é a primeira cidade da Região Central a receber o programa. Esta fase consiste em apresentar uma ideia de negócio de impacto a uma banca de avaliação e acolhimento (abaixo os nomes), onde são apontados problemas, soluções, formas de monetização e público-alvo. O CSCVP apresentou duas ideias nas áreas de Mulheres, Maternidade e Trabalho e Tecnologia e Juventude: a Academia Gamer, onde é criado um espaço seguro para o público feminino que pretende se profissionalizar como jogadoras, e a Ilha Digital, que tem como propósito a venda e aluguel de equipamentos tecnológicos com preço acessível. Três cidades e cerca de 60 alunos participaram desta etapa.

- Os alunos aceitaram o convite de pensar em soluções inovadoras para problemas coletivas e hoje subiram ao palco para dividir suas propostas e ideias de negócios. É um momento simbólico e muito importante porque eles pensaram por muito tempo nesses problemas coletivos, da sociedade, mas principalmente dentro das suas comunidades, problemas que afetam as suas realidades e geração – pontua a coordenadora executia da Fundação Gerações, Karine Ruy.  

O Centro Social e Cultural Vicente Pallotti atende 350 crianças e adolescentes de Santa Maria em situação de vulnerabilidade social com atividades de reforço escolar, oficinas e acolhimento no turno inverso ao da escola. O primeiro contato com a DUXTec foi em março, e as aulas começaram em junho. O programa conta com cinco fases (veja abaixo). Desta fase, 10 grupos serão escolhidos para a próxima etapa, que é dedicada à modulação e qualificação das propostas. O resultado final deve sair em dezembro.

- O sentimento que trazemos nesse dia é gratidão. Gratidão à Fundação Gerações por oportunizar aos nossos jovens o acesso a essas oportunidades. Quem trabalha com o social sabe o quanto esse momento é importante na vida dos nossos jovens, que não tem a possibilidade de sair das suas comunidades e hoje estão aqui - comemora Suélen Rosauro, coordenadora CSCVP.

O Centro Social e Cultural Vicente Pallotti foi para a capital representado pelos alunos Ângelo Tayler Nascimento Peronio, Breno Silveira Ventura, Gabrielle Teixeira da Silva, Kalily Soares da Silva, Kauany Soares da Silva, Sthefany Mileski do Nascimento, Sabrina Souza de Oliveira e Dyeniffer da Silva Rodrigues Xavier, com idade média de 20 anos.

- Estava muito nervoso, mas depois que subi no palco fiquei mais calmo. Saí com a sensação de dever cumprido, fizemos o melhor que podíamos ter feito – afirma o aluno do projeto, Ângelo Tayler Nascimento Peronio.

Fases do programa:

FASE 1

Os participantes selecionados participam das trilhas de formação  online (síncronas e assíncronas) com metodologia própria criada por educadores especializados em Ambientes Virtuais de Aprendizagem e Metodologias Ativas

FASE 2

Durante a primeira fase os jovens se reúnem em pequenos grupos para desenvolver suas ideias de negócios de impacto social.

FASE 3

Na metade do curso, eles apresentam suas propostas em um pitch de ideação.

FASE 4

Seguem para uma nova etapa as melhores ideias de negócios, com acesso a networking, mentorias, encontros presenciais e acesso à ajuda de custo.

FASE 5

No final do ano, os grupos participam de um novo pitch com a participação de possíveis parceiros e investidores para seus projetos.

Banca de avaliação e acolhimento:

·         Alexandra Zanella, CEO da Padrinho Agência de Conteúdo

·         Ana Lúcia Suárez Maciel – professora e líder de impacto do Tecnopuc

·         Daniela Giffoni  - Head de impacto no ImpactPlus

·         Eduardo Peres – CEO e diretor de inovação na DB Server

·         Jey Ribeiro – CXO da LeadEDU (CXO - Chief Experience Officer)

·         Mariana Ferreira dos Santos - Coordenadora do Fórum ESG Capítulo Sul do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa

Fotos: Keyciane Amado

 

Compartilhar notícia: